--------------------------------------------------

IMPOSTRÊMETRO

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Novo Piso Regional para o Rio de Janeiro já está valendo


Novo Piso Regional para o Rio de Janeiro já está valendo

O governador Sérgio Cabral sancionou dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, o novo Piso Regional, válido em todo o estado do Rio de Janeiro. O aumento de 10%, aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) em 27 de fevereiro, foi publicado no Diário Oficial do Executivo na última segunda-feira (dia11) e é retroativo a 1º de janeiro. A Lei 6.402/2013 estabelece os novos valores das nove faixas do Piso Regional do estado do Rio, o que beneficia cerca de dois milhões de trabalhadores. Como a lei foi sancionada antes do dia 15, data em que as empresas costumam gerar a folha de pagamento, os empregados já deverão ter o aumento incluído nos salários referentes a março, que serão pagos em abril.



5 - R$ 891,25 (oitocentos e noventa e um reais e vinte e cinco centavos) para administradores; capatazes de explorações agropecuárias, florestais; trabalhadores de usinagem de metais; encanadores; soldadores; chapeadores; caldeireiros; montadores de estruturas metálicas; trabalhadores de artes gráficas; condutores de veículos de transportes; trabalhadores de confecção de instrumentos musicais, produtos de vime e similares; trabalhadores de derivados de minerais não metálicos; trabalhadores de movimentação e manipulação de mercadorias e materiais; operadores de máquinas da construção civil e mineração; telegrafistas; barman; porteiros, porteiros noturnos e zeladores de edifícios e condomínios; trabalhadores em podologia; atendentes de consultório, clínica médica e serviço hospitalar;


QUEM QUISER VER NA ÍNTEGRA, É SÓ CLICAR NO LINK: http://www.fsindicalrj.org.br/exibe_noticia.php?cod=0000000342
------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Compare o aumento


Fonte: Assessoria de Imprensa Força Sindical RJ
Artes: Jornal Extra e Marcelo Peres

Nenhum comentário:

Postar um comentário